Notícias

  • Mar

    06

    2020

De vendedora à dona de 4 lojas em Dourados

Em homenagem à Mulher, a Associação Comercial e Empresarial de Dourados – ACED, vai contar durante todo o mês de março, a trajetória de mulheres que ganharam destaque no mercado de trabalho e são associadas à entidade. No Mato Grosso do Sul, a cada ano, o número de mulheres empreendedoras e empresárias cresce fortemente. Estima-se que hoje, elas estão mais envolvidas no empreendedorismo e já ultrapassa o número de homens que também empreendem.

Acontece que, empreender, não é um mar de rosas como muitos dizem. E quando se é mulher, podemos duplicar ou triplicar essas dificuldades. Por que não basta ser “apenas” mulher empreendedora, grande parte delas também são esposas, mães, estudantes, donas de casa, entre tantos outros cargos que lhe são dados.

Hoje, apresentamos a história de Hosmeide Schulz de Morais, que lidera mais de 40 funcionários em 4 lojas espalhadas por Dourados. À frente do negócio há 20 anos, Hosmeide iniciou o empreendedorismo quando ainda era gerente e teve a oportunidade de adquirir a loja Vezzali Calçados. “Sempre trabalhei no comércio, tanto de calçados, quanto de vestuário. Fui vendedora, caixa, estive no departamento financeiro e por último gerenciei a loja Vezzali, onde tive a oportunidade de me tornar uma empreendedora”, disse durante entrevista.

Como conta, toda orgulhosa, a vida de Hosmeide sempre foi pautada em conquistas e recomeços diários. “Eu fui a primeira lojista a colocar blindex em toda loja e fui chamada de louca. Sempre tive entusiasmo, busquei o diferente, transformei meus sonhos em realidade e propus a inovação em tudo que Deus colocou em minhas mãos. Meu sonho era ter uma loja na esquina da Marcelino Pires, foram anos de luta, mas consegui”, contou.

Mãe de dois filhos, Hosmeide também nos contou as grandes dificuldades que enfrentou para chegar até aqui. “Como mãe, aprendi a dominar minha inteligência emocional. Precisei desmamar e com 15 dias após o parto já estava atendendo representante na loja. Várias foram as vezes em que subi no ônibus com destino à São Paulo e deixei minha filha aos prantos. Ela ficava e eu seguia, ambas chorando. Mas em nenhum momento da minha vida quis outra coisa ou pensei em desistir, mesmo quando estava esgotada. Abrir uma loja é muito fácil, manter é difícil. É preciso garra e coragem. São noites mal dormidas, boletos que não param de chegar e algumas coisas que você precisa abdicar na sua vida pessoal”, enfatizou a empresária.

Graças à dedicação e comprometimento de toda equipe, a loja Titana não para de crescer. Hoje, Hosmeide mantém a loja na principal avenida de Dourados, no Shopping Avenida Center, no Jardim Ouro Verde e outra ainda só de vestuário masculino, gerenciada pelo seu filho, mas continua seguindo à São Paulo, a cada 20 dias. “Sou eu quem faço as compras, faço questão, pois cada item é escolhido com amor e pensando em nossos clientes, que estão a cada dia mais antenados. Por mais que ele seja fidelizado pelo nosso atendimento, ele também está mais exigente, por isso precisamos aliar o bom atendimento à um produto de qualidade. Atendemos pessoas de todos os níveis sociais e o mais prazeroso em ser empreendedora, é ver uma mulher se olhar no espelho e se sentir linda. É vê-la sair com sorriso no rosto. Minha maior realização é quando minhas clientes se sentem poderosas e satisfeitas”, afirmou.

Se você gostou da história de Hosmeide, é nossa associada e também tem uma história linda para dividir e mostrar a outras mulheres que é possível empreender, entre em contato conosco pelo telefone 3416-5683. Inscreva-se para receber novidades da Aced e parceiros por e-mail, basta encaminhar uma mensagem de solicitação ao comunicacao@aceddourados.com.br.