Notícias

  • Mar

    06

    2020

ACED participará de reunião sobre o Corredor Rodoviário Bioceânico

Na próxima quarta-feira, dia 11, às 10h, o diretor de assuntos estratégicos da Associação Comercial e Empresarial de Dourados – ACED, Domingos Venturini, participará de uma reunião referente ao Corredor Rodoviário Bioceânico, que será realizada na Prefeitura Municipal de Dourados.

A Rota de Integração Latino Americana (RILA), ou Rota Bioceânica, é um corredor rodoviário com extensão de 2.396 quilômetros, que pretende ligar o Oceano Atlântico aos portos de Antofagasta e Iquique, no Chile, passando por Paraguai e Argentina. Essa seria uma alternativa ao Porto de Santos (SP), encurtando distância e tempo para as exportações e importações brasileiras entre mercados potenciais na Ásia, Oceania e Costa Oeste dos Estados Unidos.

No estado de Mato Grosso do Sul, a rodovia atravessará a parte sul do Pantanal. Com a viabilização do corredor rodoviário bioceânico e a entrada em operação de três novos terminais portuários, somado ao que já está em atividade no município, Porto Murtinho, no sudoeste de Mato Grosso do Sul, deve se transformar em um intervalo de três a quatro anos em um “hub logístico”, ou seja, um grande centro de importação e exportação. A estimativa da empresa é que a obra custe aproximadamente US$ 75 milhões.

Em 1997, a delegação da ACED, na época ACID, esteve em Iquique no Chile, para participar de um congresso sobre o Mercosul, que reforçou a necessidade de abrir um novo mercado de exportação de produtos produzidos na região de Dourados para o norte do Chile. Após 20 anos, a Associação continua apoiando a ideia e traz ao município em parceria com a Prefeitura de Dourados, o diplomata e coordenador nacional dos corredores rodoviários e ferroviários bioceânicos, João Carlos Parkinson de Castro, que fará uma explanação sobre o assunto.