Aced Dourados

CONSULTA SCPC

Problemas de Acesso?

NOTÍCIAS

Ex-presidentes destacam contribuição e reconhecimento da Aced
Contabilista Inio Coalho presidiu Aced entre os anos de 2008 e 2010 (Fotos: Divulgação)


Ex-presidentes destacam contribuição e reconhecimento da Aced

28/05/2015

Às vésperas de comemorar o aniversário de 70 anos de fundação, os ex-presidentes da Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced) destacam a contribuição da entidade para o desenvolvimento do município e o reconhecimento da associação em todo o Estado e até fora do Mato Grosso do Sul. A Aced comemora aniversário nesta sexta-feira (29), quando haverá lançamento do livro “Aced 70 Anos”, de autoria do jornalista e escritor Luís Carlos Luciano. A solenidade acontece a partir das 20h no auditório da Aced.

Em 70 anos de trajetória, 31 presidentes passaram pela direção da entidade, atuando em diversas demandas – enfrentaram mudanças de moeda, a evolução nos meios de transporte, o advento da tecnologia, a implantação do Distrito Industrial de Dourados, a consolidação da Cidade Universitária e por aí vai. O primeiro presidente foi Milton Sá Santos, que presidiu a entidade em duas gestões, de 1945 a 1950. Empossado em 2013, o atual presidente Antônio Nogueira permanece à frente da entidade até 2016.

O advogado Luiz Carlos Mattos Filho dirigiu a Aced de 1983 a 1990. Na época, segundo ele, a grande demanda do município foi a implantação do Distrito Industrial de Dourados. A diretoria também acompanhou o lançamento do Plano Cruzado e implantou o serviço de SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) na entidade. “Naquela época, o presidente da Aced era quase uma autoridade dentro da cidade; era formador de opinião e sempre era consultado sobre assuntos do interesse da comunidade”, lembra o ex-presidente.

Já o empresário Junji Miyakawa, que atualmente reside no Paraná, presidiu a diretoria de 1998 a 2000. Foi na gestão dele que a Aced criou os programas Despertar para o Trabalho, Encontro com Empresários (hoje Roda Empresarial) e os concursos de Fotografias e Luzes de Natal. Para ele, a Aced sempre foi importante por congregar empresas com representatividade na economia. “A Aced sempre foi importante em função disso. Em algumas épocas, assumiu um papel mais ou menos relevante, mas sempre foi fundamental para Dourados”, avalia o ex-presidente.

O ex-presidente Walter Pitarelli, que presidiu a Aced de 1994 a 1996, também comenta sobre a contribuição da entidade para o desenvolvimento de Dourados. “Um tempo depois de minha gestão, fui secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Dourados e ali eu constatei a importância da Aced na expansão da economia do município”, destacou.

Para o empresário Arthur Ferreira Pinto Filho, que foi presidente da Aced de 2006 a 2008, apesar dos problemas enfrentados ao longo dos anos a Aced sempre foi fundamental para a economia do município. “Posso dizer com segurança que a Aced é uma entidade extremamente importante para Dourados, com força política empresarial muito grande. Por onde vamos, em outras cidades ou Estados, o nome da Aced é conhecido e reconhecido por seus feitos”, comenta.

Já o contabilista Inio Roberto Coalho, que dirigiu a entidade de 2008 a 2010, avalia que a Aced é a ‘porta-voz’ da classe empresarial de Dourados, atuando nos mais variados assuntos de interesse da classe.

‘Aced 70 anos’

O livro “Aced 70 Anos”, de autoria de Luís Carlos Luciano, teve como fonte de pesquisa os livros-ata da instituição desde sua fundação, em 29 de maio de 1945. O autor também efetuou pesquisas históricas sobre a cidade de Dourados e entrevistou ex-presidentes para coleta de material histórico sobre a entidade. A obra tem quase 300 páginas e estará disponível para comercialização durante o evento.