Aced Dourados

CONSULTA SCPC

Problemas de Acesso?

NOTÍCIAS

Decreto extingue a cobrança do ICMS garantido no Estado
Presidente da Faems, Alfredo Zamlutti Junior, governador Reinaldo Azambuja e vice-presidente da Aced, Ely Oliveira (Foto: Chico Ribeiro/Governo do Estado)


Decreto extingue a cobrança do ICMS garantido no Estado

01/08/2018

O segmento empresarial de Mato Grosso do Sul inicia uma nova etapa de desenvolvimento por meio da extinção do ICMS Garantido (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), onde nesta modalidade, a tributação era paga pelo comerciante antes da venda de seus produtos. A medida, assinada no dia 31 de julho pelo governador Reinaldo Azambuja, entra em vigor a partir de 1° de agosto e integra uma série de solicitações da Faems (Federação das Associações Empresariais de MS) ao Governo, em busca de melhores condições de atuação do comércio no Estado.

“Só quem tem a vivência do comércio pode avaliar a relevância dessa medida. Para o micro e pequeno empresário, trata-se de uma quantia muito grande em dinheiro, que ele poderá investir em melhorias para seu comércio e geração de emprego. Vai trazer benefícios a todo o Estado, este estado que gera renda, emprega e ajuda no desenvolvimento do País”, avaliou o presidente da Federação, Alfredo Zamlutti Júnior.

Com a alteração na modalidade da cobrança, cerca de 4 mil empresas de MS serão beneficiadas. O governador do Estado, Reinaldo Azambuja, enfatizou a possibilidade de crescimento econômico por meio da alteração do tributo. “Fico feliz em assinar esse decreto que vai flexibilizar o comércio para que o empresário possa primeiro internalizar, depois vender e só após esse processo tributar a mercadoria. Isso em resultado efetivo é crescimento econômico e geração de emprego”, destacou.

A vice-presidente da Aced, Ely Oliveira Semmelroth, participou da solenidade representando a entidade ao lado da Faems e demais associações do Estado que apoiaram essa iniciativa. “É uma conquista para o setor empresarial de Dourados, que certamente vai beneficiar a economia da nossa região”, afirmou.